English | Português

Login de Utilizador

Esqueceu a senha?

UBA e MCB aderem à Janela Única Electrónica

UBA e MCB aderem à Janela Única Electrónica

22 agosto 2014

mcb-m.jpg   uba.jpg 

A Autoridade Tributária de Moçambique assinou dia 22 de Agosto do ano corrente, memorandos de adesão ao sistema electrónico de colecta de receitas com os bancos United Bank for Africa (UBA) e Mauritian Commercial Bank (MCB), no âmbito da implementação da JUE - Janela Única Electrónica.

Com estes acordos, os operadores de comércio externo poderão recorrer a uma destas duas instituições bancárias para efectuar o pagamento das despesas e taxas aduaneiras de forma mais simplificada e célere, melhorando a eficácia do processo de desembaraço aduaneiro de mercadorias.

Assim, o número de bancos que aderiram à Janela Única Electrónica, com a entrada do United Bank for Africa e Mauritian Commercial Bank, eleva-se de nove para onze. 

mosaico-11-bancos.png

Segundo o presidente da Autoridade Tributária de Moçambique, Rosário Fernandes, cerca de 50% das instituições bancárias do País e que representam cerca de 75% da quota do mercado já estão ligadas a este sistema.
Na sua intervenção, Rosário Fernandes, presidente da Autoridade Tributaria referiu que a adesão destes dois bancos ao sistema da Janela Única Electrónica constitui uma mais-valia para a instituição que dirige, na medida em que, são dois canais de colecta de receita para o tesouro que se juntam aos já existentes.

Por seu turno, Clement Isikwe, presidente executivo do United Bank for Africa, manifestou a sua satisfação por o banco que representa estar a associar-se ao Estado na colecta de receitas.

“O United Bank for Africa, nos países onde opera, tem contribuído para a colecta de impostos e outras receitas por parte do Estado. Portanto, em Moçambique não podia ser diferente. Este serviço irá beneficiar as duas instituições e os clientes e importadores, em particular”, disse Clement Isikwe.

O sistema da JUE, implementado pela MCNet, uma parceria público-privada, permite a submissão de informação padronizada, através de um único ponto de contacto, estando a ter impactos significativos na melhoria do ambiente de negócios em Moçambique, permitindo a redução do tempo de desembaraço de mercadorias e a diminuição dos custos operacionais no País.